Novos dados públicos do SDSS-IV já estão disponíveis no LIneA

20 de fevereiro de 2020 | LIneA

No final de 2019 ocorreu a liberação pública do décimo sexto pacote de dados do Sloan Digital Sky Survey. O Data Release 16 (DR16), como é denominado, é o quarto pacote de dados público do Sloan Digital Sky Survey IV e inclui dados dos seguintes levantamentos: 1) Mapping Nearby Galaxies at APO (MaNGA), que realiza observações de cerca de 10.000 galáxias próximas com o objetivo de mapear propriedades físicas do gás e das estrelas nestes objetos; 2) Apache Point Observatory Galaxy Evolution Experiment (APOGEE), que publica espectros de alta resolução de estrelas da Galáxia e medidas de grandezas físicas obtidas a partir desses espectros; e 3) Baryon Oscillation Spectroscopic Survey (eBOSS), focado em espectroscopia óptica de galáxias e quasares. O DR16 também proporciona imagens e espectros obtidos pelas versões anteriores do SDSS, mas que foram reprocessados.

Estes dados podem ser obtidos através dos seguintes serviços:

  1. Servidor de arquivos científicos (SAS): Mosaicos interativos de espectros e imagens.
  2. SkyServer: Acesso às bases de dados dos catálogos, via web e utilizando comandos de SQL.
  3. CasJobs: Ferramenta flexível e mais avançada de acesso aos catálogos, não apenas do DR16, mas também de pacotes anteriores.
  4. DR16 FITSAcesso direto a imagens e espectros no seu formato original.
  5. Modelo de dados: Detalhamento do SAS, de sua estrutura de diretórios, formatos de arquivos, etc.

Como parte de suas obrigações com a colaboração SDSS-IV, o LIneA mantem há mais de sete anos um espelho dos serviços SkyServer e CasJobs para facilitar o acesso a esses dados pela comunidade brasileira. Eles podem ser acessados através portal do LIneA neste link por qualquer pessoa, não sendo exclusivo para cientistas. Comentários, sugestões e solicitações podem ser feitas através do e-mail helpdesk@linea.gov.br.

LIneA e o INCT do e-Universo tem como missão apoiar a participação de pesquisadores associados a instituições brasileiras em grandes levantamentos astronômicos como o Dark Energy Survey (DES), Sloan Digital Sky Survey (SDSS), Dark Energy Spectroscopic Instrument (DESI), e o Legacy Survey of Space and Time (LSST). O LIneA, criado em 2010, é apoiado pelo Observatório Nacional (ON), pelo Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC) e pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP). Em janeiro de 2020 o LIneA transformou-se em uma associação, para dar continuidade a missão de atuar como um instituto de ciência e tecnologia para viabilizar a participação de pesquisadores envolvidos em grandes colaborações internacionais; apoiar centros emergentes, fornecendo uma infraestrutura computacional; acesso a um acervo de dados astronômicos; e desenvolver soluções para problemas de big data nas áreas de astronomia e cosmologia. As atividades do LIneA vem sendo apoiadas ao longo dos anos pelo MCTIC, FINEP, FAPERJ, FAPERGS e a FAPESP. O programa INCT tem o apoio do CNPq, CAPES, e FAPERJ.

Deixe um comentário