Reunião anual do INCT do e-Universo

08 de outubro de 2018 | LIneA

No dia 06/08/2018 foi realizada uma reunião com os membros do INCT do e-Universo com o objetivo de trazer informações e atualizações sobre os diferentes projetos apoiados, a formação de pessoas e as ações deste INCT. A reunião foi transmitida via a web e teve a participação da ordem de 50 membros distribuídos em várias instituições dos estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e Rio Grande do Sul.

Na primeira apresentação o coordenador do INCT e do LIneA, Luiz Nicolaci (Observatório Nacional) discorreu sobre a missão e sinergia entre as duas organizações, mostrando o histórico de evolução do laboratório, apresentando informações relacionadas aos projetos atualmente apoiados e os produtos sendo desenvolvidos, e resumindo a contribuição dada pelo INCT. Na ocasião foi revista a metodologia sendo usada para o desenvolvimento do trabalho do LIneA, que dá sustentação técnica ao INCT. A metodologia consiste de reuniões quinzenais, onde são definidas as prioridades para cada período de duas semanas (sprints), e semanais de acompanhamento e avaliação do progresso sendo feito, através de métricas (ver Figura 1) mantidas pelo o time de gestão, e para manter o alinhamento entre os times de pesquisadores, de desenvolvedores e o de serviços. Foi enfatizada a importância e a necessidade de um planejamento a médio prazo dos diferentes grupos de pesquisa. Isto deve ser feito através de documentos que apresentem os objetivos científicos a serem alcançados em conjunto com um detalhamento dos algoritmos que devem ser desenvolvidos e integrados ao portal científico do LIneA. Também foram apresentas as iniciativas do time de TI visando dar maior transparência do trabalho sendo feito facilitando o acesso a documentação e a informações críticas para o usuário.

blank
Figura 1 – Exemplo de relatório preparado pela Scrum master ao término de um sprint. A figura mostra para um dos vários sub-projetos a proporção de tarefas terminadas, iniciadas e pendentes para um dado sprint, a evolução no tempo do número de horas planejadas e executadas, fornecendo uma medida da produtividade da equipe. Um ponto importante que o número de projetos é grande e a equipe de desenvolvimento também está envolvida na manutenção dos produtos e desvios são inevitáveis. De qualquer forma a produção desses diagnósticos são fundamentais para se tomar medidas corretivas. Crédito da imagem: LIneA

Marcos Lima (Instituto de Física da USP) falou sobre a relação LIneA-INCT. O Prof. Lima iniciou sua apresentação enfatizando a missão do LIneA, que é de dar suporte financeiro, logístico e computacional a diferentes projetos relevantes da Astronomia, Astrofísica e Cosmologia. Foram apresentadas várias formas com que os membros do INCT do e-Universo podem contribuir, como contrapartida por suas participações nos diversos experimentos apoiados. Ficou claro que uma série de ações e procedimentos são esperadas dos seus membros para promover uma maior interação e integração entre os membros e desenvolver a formação dos estudantes em nível internacional. Enfatizou-se que estes procedimentos são fundamentais para a saúde colaborativa do instituto e para que ele possa continuar a cumprir sua missão de forma continuada e estável nos próximos anos. Dentre os tópicos abordados, foram sugeridos procedimentos para desenvolvimento e publicação de artigos, participação em reuniões cientificas presenciais e teleconferências, organização de documentos científicos, produção de notícias relacionadas à pesquisa, participação nos webinars e contribuições ao Portal Científico.

Marcio Maia (Observatório Nacional) fez um relatório sobre a aplicação de recursos do INCT. Um resumo sobre os recursos pode ser visto na Figura 2 que mostra a dotação orçamentária prevista, alocada, utilizada e o saldo até o momento. Também foram apresentadas estatísticas sobre as atividades divulgadas nas mídias sociais e página web do LIneA/INCT, onde são colocadas informações, não só para a comunidade astronômica brasileira, mas também para o público em geral.

Rogerio Rosenfeld (Instituto de Física Teórica da UNESP) falou dos projetos internacionais que são apoiados pelo LIneA e o INCT do e-Universo. Existem atualmente grupos trabalhando no SDSS-IVDESDESI e LSST. As participações nesses projetos é coordenada pelo LIneA e pelos diferentes Grupos de Participação, sendo as atividades de seus membros frequentemente avaliadas e discutidas nas diversas reuniões das colaborações internacionais.

Julio Camargo (Observatório Nacional) falou sobre formação de pessoal e abriu o tema para discussão geral. Várias sugestões foram apresentadas, como a compilação de um glossário sobre termos comuns em big data e ferramentas mais comumente utilizadas, estabelecimento de canais e contatos para esclarecimentos em TI no âmbito das atividades desenvolvidas pelo LIneA, a criação de protocolos de boas-vindas (i.e. documentos que permitam ao recém-chegado entender e se adaptar à infraestrutura de TI do LIneA), bem como uma definição mais clara dos temas que devem ser efetivamente abordados nas várias reuniões de trabalho.

Finalmente, Roberto Martins (Observatório Nacional) apresentou algumas diretrizes para o INCT. As áreas de atuação envolvem: pesquisas em cosmologia, astronomia extragaláctica e sistema solar; e tecnologia da informação para transferência e processamento de grande volume de dados e sua mineração, arquitetura de bancos de dados, e workflows científicos. O INCT tem como objetivo preparar membros da comunidade científica nas suas áreas de atuação para usufruir de projetos como o DESI e principalmente o LSST, desde o início de suas operações. A estrutura do INCT conta com um coordenador geral, uma secretaria, comitês gestor e científico, e uma equipe de TI. Tem a participação de pesquisadores e técnicos de entidades como o ON, CEFET-RJ, UFF, UFRJ, UNESP, UTFPR, UNICAMP, USP, UFRGS e Planetário-RJ. Ao LIneA cabe prover: ferramentas colaborativas; acesso às suas facilidades computacionais; acesso ao portal científico que integra o banco de dados aos workflows científicos; apoio de TI, de gerência de projetos e de secretaria. O INCT patrocina: a participação em reuniões internacionais; visitantes nacionais e internacionais; bolsas de pós-doutorado, mestrado e iniciação científica; compra de equipamentos; organização de congressos e atividades de divulgação. Foi ressaltado que os principais problemas encontrados tem sido a irregularidade no fluxo de recursos por parte das agências financiadoras, a indefinição dos recursos previstos e o pouco envolvimento de alguns dos participantes.

blank
Figura 2 – Recursos do INCT do e-Universo distribuídos pelas rubricas de custeio, capital e bolsas. Os valores usados se referem ao período de um ano e meio de funcionamento do instituto. Crédito da imagem: INCT do e-Universo.

Comentários estão fechados.