Dark Energy Survey libera dados usados em sua primeira análise cosmológica

01 de outubro de 2018 | LIneA

No início de 2018, o Dark Energy Survey (DES) liberou para o público os dados básicos dos 3 primeiros anos de observação. Estudar a energia escura e a cosmologia do Universo requer estudos mais aprofundados. Essa análise foi apresentada em Agosto desse ano apenas para os dados do primeiro ano do DES. Parte dela se baseia no maior mapa de densidade de matéria do universo já construído até então (Figura 1). Esses dados mais aprofundados estão sendo liberados agora de modo a dar suporte aos artigos publicados e permitir que a comunidade reproduza ou amplie estas análises.

Os produtos distribuídos incluem catálogos de galáxias de valor agregado quantificando distorções produzidas nas galáxias por efeitos de lenteamento gravitacional fraco, estimativas fotométricas de redshift, separação entre estrela e galáxia, além de resultados da análise combinada de vários vínculos cosmológicos, como o grau de aglomeração de galáxias e seu lenteamento fraco (veja Drlica-Wagner, et al., 2018para uma descrição do catálogo fotométrico do ano 1 do DES).

Estes dados e seus produtos estão publicamente disponíveis para todos os habitantes do planeta no endereço: https://des.ncsa.illinois.edu/releases/y1a1

Participantes brasileiros do levantamento DES são apoiados pelo Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do e-Universo (INCT do e-Universo). O LIneA é apoiado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação, e Comunicações; Fundação Carlos Chagas de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro; Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico; e Financiadora de Estudos e Projetos.

 

blank
Figura 1. Mapa de densidade de matéria – as regiões vermelhas tem alta densidade e as azuis, baixa densidade. Aglomerados de galáxias (bolas pretas) foram superpostos ao mapa, note como eles mapeiam bem as regiões de alta densidade no universo. Crédito da imagem: Dark Energy Survey.

 

blank
https://des.ncsa.illinois.edu/releases/y1a1

Comentários estão fechados.