Análise da estrutura em grande escala do Universo é tema de defesa de mestrado na Unicamp

12 de julho de 2018 | LIneA

A análise estatística da distribuição de galáxias em grande escala é uma das maneiras de se vincular parâmetros cosmológicos, usando por exemplo as Oscilação Acústica de Bárions. Efeitos destas oscilações estão presentes no espectro de potência extraído de catálogos astronômicos que é uma poderosa ferramenta para estudar a história do Universo ao longo de bilhões de anos. Anderson Luiz Brandão de Souza, que defendeu sua dissertação de mestrado no dia 29/06 pelo Instituto de Física Gleb Wataghin da Unicamp, conseguiu recuperar com sucesso a medida de parâmetros cosmológicos de um catálogo simulado da colaboração Dark Energy Survey (DES).

A análise foi feita em três etapas usando o potente cluster de computadores do LIneA. A primeira fase consistiu em medir o espectro de potência (uma medida do grau de aglomeração para diferentes escalas) do catálogo de galáxias da simulação MICE. Depois de considerados os erros sistemáticos inerentes à medida, foi feita a modelagem numérica deste observável. Na etapa final, para recuperar a cosmologia, foi usado o Método de Markov Chain Monte Carlo, uma avançada técnica de estatística multidimensional implementada com paralelismo a fim de aproveitar o poder computacional do LIneA.

“Desde de criança sempre tive a curiosidade de saber mais sobre as estrelas, planetas e galáxias. Ficava encantado quando assistia as sessões do planetário e as noites de observação com lunetas e telescópios nas excursões da escola. O que mais me fascina nessa área é que a todo instante há algo impressionante sendo descoberto. Estudar o Universo é uma tarefa linda e desafiadora”, diz Anderson, que já deu início ao seu doutoramento na Unicamp sob a supervisão da Profa. Flávia Sobreira. Ele vai estudar cosmologia de neutrinos usando os dados do levantamento DESI, um experimento também apoiado pelo LIneA e pelo INCT do e-Universo.

Parabenizamos Anderson, que começou seu estudo teórico sob a supervisão do Prof. Pedro de Holanda, mas deu sequência na análise de dados e modelagem de observáveis cosmológicos com a Profa. Flávia Sobreira.

blank
Figura 1 – Participantes da banca de mestrado, da esquerda para a direita: Márcio José Menon, Anderson Luiz (estudante), Pedro de Olanda, Flávia Sobreira e Rogério Rosenfeld. Crédito da imagem: F. Sobreira.

Comentários estão fechados.