Encontro da Colaboração Dark Energy Survey

22 de junho de 2018 | LIneA

A colaboração Dark Energy Survey (DES) realiza encontros duas vezes por ano para apresentar um panorama geral das atividades científicas, discutindo os resultados mais importantes obtidos no semestre e colocando as pessoas em contato para trabalhos a serem desenvolvidos.

O vigésimo oitavo encontro ocorreu na Universidade de Texas A&M, em College Station, EUA, de 14 a 18 de maio de 2018. Em fevereiro de 2018 terminou oficialmente o tempo de 5 anos de observações do levantamento. No entanto,o período de observação da Dark Energy Camera foi estendido por mais 6 meses (de setembro de 2018 até o início de 2019). Assim poderemos terminar as observações que foram planejadas desde o início, visitando cada área do céu 10 vezes em cada um dos 5 filtros. Essa extensão compensa um dos períodos onde efeitos climáticos prejudicaram as observações.

Grandes avanços foram reportados neste encontro. Em particular, foram anunciados os resultados obtidos a partir de observações de supernovas do tipo Ia (206 supernovas detectadas pelo DES e confirmadas por outros experimentos espectroscópicos), que permitem calibrar a relação entre distância e redshift e portanto mapear a expansão acelerada do Universo.

Outro destaque foi a calibração realizada para a relação entre a massa de aglomerados de galáxias e a quantidade de galáxias que eles possuem, a chamada relação massa-riqueza. Para essa calibração foram usados dados de lenteamento gravitacional fraco para medir a massa dos aglomerados de galáxias. Esse resultado possibilitará o uso de dados sobre aglomerados de galáxias em estudos cosmológicos.

Cinco filiados ao LIneA participaram do encontro com apoio do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do e-Universo (INCT do e-Universo).

Michel Aguena apresentou 3 seminários:

  • Cluster Clustering: Resultados do trabalho de aglomeração de aglomerados de galáxias nos dados combinados dos 3 primeiros anos do levantamento.
  • Cluster Target Viewer: Divulgação da ferramenta Target Viewer para a visualização e diagnóstico de catálogos de aglomerados de galáxias.
  • WAZP Y1 updates: Atualização sobre o algoritmo desenvolvido para identificação de aglomerados de galáxias (WAZP), incluindo a validação com outros catálogos.

Felipe Andrade-Oliveira apresentou o trabalho:

  • Y1-BAO in Harmonic Space: Parameter Estimation, onde discutiu os métodos estatísticos e testes de robustez no processo de detecção do sinal das oscilações acústicas dos bárions (BAO) através do espectro de potências angular. Utilizando métodos bayesianos, testou sua metodologia em 1800 catálogos simulados e a aplicou a um catálogo de galáxias gerado a partir de obervações do DES Y1. Finalmente, apresentou os resultados obtidos e sua significância estatística.

Rogerio Rosenfeld fez duas apresentações:

  • Planos para testar a matriz de covariância que será usada na análise de dados do terceiro ano de dados do DES. Essa matriz, calculada teoricamente, é de fundamental importância na determinação de parâmetros cosmológicos.
  • Descrição dos catálogos simulados gerados pelo código FLASK (Full-sky Lognormal Astro-fields Simulation Kit).

Vinícius Busti apresentou:

  • Morphologic properties of galaxies in and around galaxy clusters, onde descreve como parâmetros morfológicos de galáxias mudam como função da distância da galáxia ao centro do aglomerado onde ela se encontra. Seu trabalho como participante de um projeto chamado “Balrog” para criar simulações realistas foi citado em duas palestras plenárias no encontro.

Hugo Camacho apresentou:

  • Y1-BAO in Harmonic Space onde relatou os resultados de uma análise que o grupo do LIneA está liderando da detecção de um efeito chamado de Oscilação Acústica de Bárions nos dados do DES a partir da medida do espectro de potência angular da distribuição de galáxias.
blank
Figura – Time do LIneA que participou do encontro da colaboração do DES na Universidade de Texas A&M. Da esquerda para direita: Michel Aguena, Felipe Andrade-Oliveira, Rogerio Rosenfeld, Vinícius Busti e Hugo Camacho. Crédito da imagem: R. Rosenfeld.

Comentários estão fechados.