Maratona cosmológica para entender a expansão acelerada do universo

08 de dezembro de 2017 | LIneA

Uma verdadeira maratona cosmológica foi realizada na sede do Observatório Nacional (ON) entre os dias 6 e 10 de novembro. Durante esse período, membros do Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA) especializados em estudos da estrutura em grande escala (LSS) se reuniram para discutir maneiras de determinar os parâmetros que caracterizam o Universo em que vivemos e desvendar a origem da expansão acelerada do mesmo. Entre os presentes, estavam Flavia Sobreira e Anderson Souza, da Unicamp; Andresa Campos e Antonino Troja, da Unesp; Aurelio Carnero, Julia Gschwend do ON e Michel Aguena bolsista do INCT do e-Universo. O evento organizado pelo LIneA e apoiado pelo INCT do e-Universo teve ainda a participação remota de Felipe Andrade de Oliveira bolsista do INCT do e-Universo e Hugo Camacho da USP.

Um dos principais objetivos da reunião foi a análise de dados do levantamento internacional Dark Energy Survey (DES) e de simulações de dados para futuros projetos como o Large Synoptic Survey Telescope (LSST). No encontro, o grupo teve a oportunidade de se familiarizar com o Portal Científico, ferramenta desenvolvida no âmbito do LIneA para análise de grande volume de dados como o produzido pelo levantamento DES, que serve como um precursor do projeto LSST. A equipe teve ainda a oportunidade de conhecer os diferentes protocolos de desenvolvimento do Portal, além de criar e implementar, durante a hackathon, novos códigos científicos para a ferramenta. “Isto levará à criação de um repositório de códigos de analise de LSS, entre eles, de medida da função angular e do espectro de potência de galáxias, a criação da matriz de covariança e da função de seleção, obtidas por diferentes métodos” explica Carnero. A equipe também aprimorou a utilização do software de estimativa de parâmetros cosmológicos chamado Cosmosis, um código público, desenvolvido por Joe Zuntz e integrado ao Portal Científico. Durante a semana, o grupo conseguiu acrescentar novas funcionalidades ao Portal Científico que futuramente poderão ajudar na análise de dados dos levantamentos DESI e LSST. “Tivemos discussões de como criar pipelines no Portal e sessões de perguntas e repostas que vão ajudar na integração de novos códigos no portal. Isto irá contribuir para a análise do grande volume de dados envolvidos de forma eficiente, segura e reproduzível”, acrescenta Flavia.

A vinda de alguns dos participantes para a reunião contou com recursos financeiros do INCT do e-Universo.

blank
Figura 1 – Equipe reunida para entender a expansão acelerada do universo e aprimorar códigos que serão utilizados para a análise de dados de projetos como o DES, DESI e LSST. A partir da esquerda: Michel Aguena, Flavia Sobreira, Anderson Souza, Aurelio Carnero, Antonino Troja, Julia Gswchend e Andresa Campos. Crédito da imagem: Ricardo Ogando.

 

Comentários estão fechados.