Inauguração do INCT do e-Universo

26 de maio de 2017 | LIneA

A era digital transformou, em bits, os fótons que chegam de estrelas e galáxias distantes aos detectores em telescópios. Grandes levantamentos, como o Sloan Digital Sky Survey e Dark Energy Survey, varrem o céu com câmeras potentes produzindo uma torrente de dados que alcança vários Petabytes (1 Petabyte = 1 milhão de Gigabytes) e que precisa ser armazenada e analisada por cientistas espalhados pelo mundo. Esta situação vai se intensificar ainda mais com a entrada em operação do Large Synoptic Survey Telescope.

Este tipo de atividade na era de Big Data requer uma infraestrutura que possibilite a transferência, armazenamento, e processamento de grandes volumes de dados. Para apoiar participantes brasileiros destes grandes levantamentos, foi aprovada a criação do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia do e-Universo, após chamada pública promovida por MCTI/CNPq/CAPES/FAPs. Embora as atividades deste instituto tenham se iniciado em janeiro, a inauguração formal do instituto deu-se dia 19 de maio no Observatório Nacional com participação presencial e remota de seus integrantes. O evento contou com a presença do coordenador do instituto – Luiz Nicolaci da Costa (ON), e de seu vice-coordenador – Rogério Rosenfeld (IFT-UNESP).

Na ocasião, o coordenador apresentou um resumo das atividades desenvolvidas até o momento e planos para os próximos semestres.

blank
Figura – Plenária da inauguração do INCT do e-Universo com o coordenador fazendo explanação das atividades e expectativas. Crédito da imagem: Ricardo Ogando.

Comentários estão fechados.