Equipe de TI do LIneA faz atualizações em equipamento do levantamento APOGEE-2

29 de maio de 2017 | LIneA

A segunda etapa do Apache Point Observatory Galaxy Evolution Experiment (APOGEE-2), que estuda os “registros arqueológicos” em centenas de milhares de estrelas da Via Láctea para entender sua formação e evolução, recentemente iniciou os primeiros testes do seu espectrógrafo instalado no telescópio duPont, do Observatório de Las Campanas, no Chile.

Há pouco mais de um ano, o LIneA realizou a instalação dos servidores e dos sistemas de aquisição (ver Figura 1) que dão suporte a este projeto. Ao longo desse período, foram mais de oitenta pedidos de atendimento de suporte realizados remotamente para o time de astrônomos de Las Campanas. Os pedidos foram desde da instalação de novos softwares, como bibliotecas científicas, à configuração de equipamentos. No mês de março, os tecnologistas do LIneA, Carlos Adean e Mauro Machado (ver Figura 2), cumpriram um cronograma com mais de 65 tarefas ao longo de uma semana para adequarem os equipamentos aos novos requisitos de segurança de rede além de atualização de sistemas operacionais.

Esta atividade é uma das contrapartidas feitas pelo LIneA para abater o custo de participação de astrônomos brasileiros no levantamento SDSS-IV. No momento o projeto APOGEE-2 encontra-se em fase de aquisição de dados de regiões do céu do Hemisfério Sul.

blank
Figura 1 – Equipamentos de rede e sistemas operacionais do espectrógrafo do levantamento APOGEE-2 do SDSS-IV. Crédito da imagem: M. Machado.
blank
Figura 2 – Carlos Adean (à esquerda) e Mauro Machado (à direita) fazendo a configuração de switches e máquinas virtuais provedoras de vários serviços necessários ao andamento do projeto APOGEE-2. Crédito da imagem: M. Machado.

 

Comentários estão fechados.