Distribuição de dados do levantamento SDSS no Brasil completa seis anos

04 de abril de 2016 | LIneA

Por volta de 2008, pesquisadores brasileiros começaram a participar do Sloan Digital Sky Survey (SDSS), um projeto que há mais de 15 anos mapeia o Universo e já está em sua quarta edição – o SDSS-IV.

Cada edição do SDSS tem um conunto de instrumentos com diferentes capacidades ligados ao telescópio de 2,5 metros em Apache Point, no Novo México, EUA. Esses instrumentos, em sua maioria espectrógrafos, permitem o estudo de exoplanetas a quasares distantes. O sucesso deste esforço observacional se traduz na publicação de quase 7 mil artigos com a marca SDSS. Esses artigos já foram citados por outros artigos quase 300 mil vezes! Isso demonstra o alcance da aplicabilidade desses trabalhos no entendimento da astronomia.

Uma das razões do sucesso desse projeto é a disponibilização de seus dados anualmente em “lançamentos de dados públicos” (em inglês, Data Release). Imagens, espectros, e catálogos de estrelas e galáxias são disponibilizados através de um site onde tanto astrônomos como público em geral podem fazer consultas e baixar dados (ver Figura 1).

Desde o “lançamento de dados 8” (DR8) realizado em 2010 o Brasil mantém um espelho do site mantido pelo LIneA. Esse espelho é importante para aliviar o acesso aos servidores americanos, economizar tempo ao transferir dados que já estão no Brasil. Além do mais, sob demanda, os pesquisadores brasileiros podem fazer requisições especiais para o uso do site, como por exemplo aumento de quota de espaço em disco, permitindo grandes consultas ao banco de dados do SDSS no Brasil.

Um dos beneficiados por esse espelho foi o estudante do Observatório do Valongo, Helio Perottoni quando fazia seu mestrado, que juntamente com seu orientador, Dr. Helio Rocha-Pinto, um participante brasileiro do SDSS-III, estudaram subestruturas de nossa galáxia na região da constelação Triangulum-Andromeda.

Conversamos com Helio Perottoni sobre sua experiência com o espelho do CasJobs. “Foi de grande importância a utilização do espelho do CasJobs mantido pelo LIneA para obter a amostra de dados que utilizei em minha dissertação por ter uma equipe técnica prestativa e eficiente. Uma vez que minha amostra cobria um região de aproximadamente 3000 graus quadrados e continha mais de 31 milhões de objetos, a obtenção desses dados seria custosa utilizando as buscas tradicionais que são limitadas em poucas horas e com um espaço de armazenamento bastante restrito ao usuário. O aumento de espaço de armazenamento de dados e de tempo de busca disponibilizado ao meu usuário pela equipa técnica do LIneA foi fundamental para um acesso mais rápido aos dados em uma época em que precisávamos ainda avaliar a plausibilidade do projeto. Além disso, uma vez que o espelho do CasJobs é utilizado por menos usuários que o servidor internacional, nunca houve a necessidade de esperar as buscas de outros usuários terminar para a realização das minhas, sendo que muitas vezes esse tempo de espera pode ocupar todo o dia de trabalho.”

A experiência de manutenção deste espelho contribui para a distribuição dos dados do levantamento Dark Energy Survey e mais adiante do Large Synoptic Survey Telescope.

SkyServer
Figura 1 – Captura de tela do espelho de distribuição de dados do levantamento SDSS.

Deixe um comentário