Home INCT INCT

LIneA Science Portal

Infraestrutura para criação de catálogos científicos

A criação de catálogos específicos para análise científica é automatizada através de uma infraestrutura composta for 18 pipelines para instalação, preparação dos dados e criação dos catálogos. A falta de homogeneidade dos dados devido às diferentes condições observacionais ao longo do tempo deve ser levada em conta bem como diferentes métodos para a classificação dos objetos detectados como estrelas ou galáxias e estimativas de redshift fotométricos obtidas por distintos algoritmos (Figura 1).

Dada a complexidade do sistema,  o monitoramento da execução dos pipelines e controle da proveniência dos resultados é fundamental, isso é feito através de um Dashboard integrado ao portal (Figura 2).

Esta infraestrutura será instalada no National Center for Supercomputing Applications (NCSA) como previsto no acordo entre o LIneA e o NCSA e beneficiará um número ainda maior de usuários.[1]

Figura 1 – Pipelines usados na instalação, preparação dos dados e criação de catálogos no portal científico.
dashboard
Figura 2Dashboard usado para monitorar o número de execuções, início, fim, duração e status do último processo de cada pipeline executado no portal.

Workflows Científicos

Este projeto é composto por workflows científicos que permitem analisar:

  • a evolução das funções de massa e de luminosidade das galáxias;
  • o grau de aglomeração das galáxias em pequena escala;
  • identificar aglomerados de galáxias;
  • determinar a função de correlação em grande escala para diferentes populações de galáxias;
  • a estrutura da Via Láctea;
  • vincular parâmetros cosmológicos utilizando técnicas de MCMC levando em consideração diferentes hipóteses e;
  • criar simulações da Galáxia e de populações de objetos no sistema solar.

Este sistema é usado não só para analisar dados reais, mas também dados simulados, para avaliar o desempenho de  diferentes algoritmos, e os efeitos de critérios de seleção e de erros sistemáticos.

Novos Projetos

Embora o desenvolvimento do Portal Científico tenha sido motivado pelas necessidades do DES a infraestrutura é genérica e adaptável a outros projetos e o conhecimento acumulado pela equipe de TI do LIneA permite alavancar o desenvolvimento de soluções para outros projetos.[2][3][4]

O sucesso de projetos como o Quick Reduce levou o projeto Dark Energy Spectroscopic Instrument (DESI) a adotar esta arquitetura para avaliar a qualidade dos 15,000 espectros que serão obtidos em cada exposição. Um acordo entre o LIneA e o projeto DESI foi recentemente assinado para que o LIneA desenvolva este sistema a ser entregue em 2018.

O LIneA assumiu compromisso com o  NCSA para a instalação do Portal Científico no NCSA  e prevê a integração com o banco de dados do DES para agilizar a etapa de validação dos dados liberados pelo DES que deve ocorrer de forma regular nos próximos 6 anos.[1]

O portal também terá um papel fundamental para o Brazilian  Participation  Group do LSST já que servirá para o desenvolvimento de algoritmos científicos que permitam a eficiente exploração científica do grande volume de dados que serão gerados continuamente pelo projeto ao longo de 10 anos. O uso de simulações e a experiência sendo adquirida com os dados do DES serão fundamentais para garantir a participação pró-ativa da equipe brasileira.[5][6]

Referências

  1. Carta de interesse do NCSA nas ferramentas de validação do LIneA
  2. Carta de interesse do SDSS-III em manter o mirror site no LIneA
  3. Carta de interesse em colaboração LNA
  4. Carta de apoio do Observatório do Valongo ao LIneA
  5. Carta de interesse em cooperação técnica LSST-LIneA
  6. Carta de apoio do grupo de EPO do LSST