Home

Aglomerados de Galáxias

aglomerados_02Aglomerados de galáxias estão entre as maiores estruturas conhecidas de nosso universo. Eles podem ser constituídos por centenas e até milhares de galáxias. Desde a formação das primeiras galáxias, existe uma tendência destas se atraírem gravitacionalmente. Isto provoca a aglomeração destes objetos. Produzindo um efeito contrário, a energia escura tende a interromper o crescimento destas estruturas produzindo um estiramento no espaço, cujo crescimento se dá de forma acelerada. Através do estudo do número de aglomerados e da distribuição de massa dos mesmos ao longo de várias épocas do universo será possível entender melhor este “cabo de guerra cósmico” entre a gravidade e a energia escura.


Mas nem tudo é tão simples. A identificação e a medida da massa dos aglomerados de galáxias não é uma coisa fácil. São necessárias outras medidas para completar este quadro e se obter resultados. A determinação de massa dos aglomerados, por exemplo, não pode ser feita diretamente com os dados do DES. Para isso contamos com ajuda de um radiotelescópio situado no polo sul (South Pole Telescope) que faz medidas em rádio, e que pode identificar e estimar a massa de aglomerados de galáxias. O uso de um outro efeito – o de lentes gravitacionais (ver o texto sobre Lenteamento Fraco), também ajudará nesta tarefa.

aglomerados_01Outro fator importante, são as simulações desenvolvidas no âmbito da colaboração que permitem desenhar universos com distintas características e fazermos “obervações” com as características da que vai ser feita com a DECam. Através de análises sofisticadas podemos dizer qual de nossos modelos mais se assemelha ao universo real.
Nas imagens mostramos dois aglomerados de galáxias entre os muitos identificados no levantamento DES. Estas imagens são coloridas artificialmente como o resultado da combinação das observações nos filtros g,r, e i sendo codificados respectivamente pelas cores azul, verde e vermelho. As galáxias pertencentes aos aglomerados são as mais alaranjadas por que não apresentam atividade de formação estelar intensa (salvo raras exceções), ao contrário de galáxias ditas de campo que são mais azuis. Os primeiros resultados do levantamento DES envolvendo a análise de aglomerados de galáxias podem ser encontrados nas publicações: