Home

Dark Energy Spectroscopic Instrument

mayall
Figura 1 – Cúpula do telescópio Mayall onde será instalado o instrumento DESI. Crédito da imagem NOAO.

O Dark Energy Spectroscopic Instrument (DESI) é um levantamento dedicado a observações espectroscópicas de dezenas de milhões de objetos para o estudo da energia escura. As observações serão feitas durante cinco anos com o telescópio Mayall de 4m do Kitt Peak National Observatory (ver Figura 1) e devem iniciar em 2019. Para atingir os objetivos científicos será construída uma lente corretora que permitirá um campo de visada de 8 graus quadrados. Além disso, será construído um espectrógrafo de média resolução com três divisores de luz que criam feixes encaminhados para detectores no infravermelho, no vermelho óptico e azul óptico. O instrumento terá um posicionador robótico de cinco mil fibras configuradas em menos de um minuto, permitindo uma alta cadência e baixo overhead. Esta combinação torna o DESI 15 vezes mais poderoso que o instrumento usado para o levantamento BOSS .

Para perscrutar o Universo espectroscopicamente até redshifts z~3.5 serão utilizados distintas classes de objetos. Para o intervalo de redshift z=0.4-1.0, serão observadas 4 milhões de LRGs; no intervalo z=0.7-1.7, 23 milhões de ELGs; no intervalo z=1.0-2.2, 1.4 milhões de QSOs; e no intervalo z=2.2-3.5, 0.6 milhões de sistemas Lyman-alpha. A área total de céu coberta pelas observações será de 14 mil graus quadrados. Este experimento, da Fase IV como definido pelo Dark Energy Task Force (DETF), é sem precedentes  e se propõe a impor vínculos fortes sobre modelos de energia escura e de gravidade modificada que tentam explicar os efeitos observados da expansão acelerada do Universo. Examina-se a utilização do telescópio em noites enluaradas para projetos de estudo da Via Láctea.

Afiliados do LIneA estão em negociações para participação no DESI. Recentemente uma cooperação técnica foi estabelecida entre o  LIneA e o projeto  DESI para o desenvolvimento da ferramenta Quick Look Framework (QLF) para ser usada na avaliação dos 15.000 espectros  obtidos em cada exposição da câmera.

Maiores informações sobre o projeto DESI no link.