Home

O que é o LIneA

É um laboratório interinstitucional apoiado pelo Observatório Nacional (ON), o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que foi criado com a finalidade de dar suporte à participação brasileira em levantamentos astronômicos gerando grandes volumes de dados. Para alcançar os objetivos científicos destes projetos, o LIneA gerencia toda uma infraestrutura de armazenamento, processamento, análise e distribuição de dados astronômicos e desenvolve tecnologia para lidar com os desafios de projetos envolvendo Big Data. Participam do LIneA pesquisadores e técnicos dos institutos do MCTI mencionados acima, além de professores de universidades.

Missão

  • Dar apoio logístico e financeiro para a participação de cientistas e estudantes em grandes projetos internacionais.
  • Implantar e manter um Centro de Dados Astronômico para facilitar a exploração científica dos dados provenientes destes experimentos bem como de outras fontes que possam complementar estes dados.
  • Desenvolver e manter um portal científico para a validação e mineração de dados e para conduzir de forma eficiente a análise científica destes grandes acervos.
  • Ajudar na formação de jovens pesquisadores e na sua preparação para atuar pró-ativamente em grandes colaborações internacionais.
  • Ajudar na formação de tecnologistas para lidar com projetos de Big Data.
  • Contribuir na divulgação dos resultados de pesquisa para o grande público.

Projetos Apoiados


Dark Energy Spectroscopic Instrument

O Dark Energy Spectroscopic Instrument (DESI) é um levantamento dedicado a observações espectroscópicas de dezenas de milhões de objetos para o estudo da energia escura. As observações serão feitas durante cinco anos com o telescópio Mayall de 4m do Kitt Peak National Observatory (ver Figura 1) e devem iniciar em 2019....


Dark Energy Survey

O levantamento Dark Energy Survey (DES) tem por objetivo estudar a natureza da energia escura, uma componente descoberta recentemente, que representa da ordem de 70% do conteúdo do Universo, sendo esta energia a suposta responsável pela aceleração de sua expansão. O projeto procura determinar a abundância da energia escura e...


INCT do e-Universo

O Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA) surgiu em 2010 com a missão de estimular e coordenar a participação de pesquisadores brasileiros em grandes mapeamentos do Universo, realizados por consórcios internacionais, visando estudos em Astrofísica e Cosmologia. Assim como fez junto à colaboração do DES-Brazil, pelo qual pesquisadores (mais pós-docs e...


Large Synoptic Survey Telescope

O Large Synoptic Survey Telescope (LSST) é um telescópio sendo construído em Cerro Pachón no Chile. Previsto para entrar em operação no início da próxima década, o LSST irá mapear em seis bandas, quase a metade do céu por um período de 10 anos.  O telescópio com um diâmetro de 8,4 metros...


Sloan Digital Sky Survey – III

O projeto Sloan Digital Sky Survey – III (SDSS-III) é uma colaboração internacional, que produziu vários levantamentos espectroscópicos de extensas regiões do céu, criando amostras estatísticas sem precedentes para estudos em diferentes áreas. As observações se encerraram em 2014, mas análises científicas ainda continuam sendo feitas.  Quatro grandes temas são...


Sloan Digital Sky Survey – IV

O projeto Sloan Digital Sky Survey – IV (SDSS-IV) é continuação do trabalho feito no SDSS-III. Em particular, dois dos levantamentos (eBOSS e APOGEE-2) são extensões naturais de levantamentos realizados no SDSS-III. O projeto inclui ainda, um novo levantamento (MaNGA) de 10.000 galáxias próximas utilizando pacotes de fibra óptica que...


Transneptunian Occultation Network

Objetos transnetunianos (TNOs) constituem uma população de pequenos corpos planetários situados além da órbita de Netuno, ou seja, estão afastados do Sol mais de 30 vezes a distância que separa a Terra do Sol (cerca de 150 milhões de quilômetros). Isto faz com que tais objetos tenham sofrido poucas alterações...

Galeria

Webinars

+ mais webinars
16/08 - 11:00am BRT - Seth Siegel (McGill University)
Status of CHIME: The Canadian Hydrogen Intensity Mapping Experiment
Assistir Webinar

Notícias

+ mais notícias

15 de agosto de 2018

South American Workshop on Cosmology in the LSST Era

O primeiro workshop sul-americano de Cosmologia na Era do Large Synotpic Survey Telescope (LSST) ocorrerá no ICTP-South American Institute for Fundamental Research em São Paulo, no campus da UNESP, de 17 a 21/12 desse ano. Ele é co-organizado com o laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA) e tem como organizador principal Rogerio Rosenfeld (IFT-UNESP), vice-coordenador do INCT do e-Universo. O objetivo deste workshop é atrair especialistas de diferentes áreas de cosmologia para discutir desafios recentes relacionados aos resultados encontrados nos vários projetos em andamento, e expectativas para os planejados para o futuro próximo, além de aumentar a visibilidade e a participação da comunidade latino-americana nesse projetos....

14 de agosto de 2018

Afiliados ao LIneA participam de conferência sobre núcleos ativos de galáxias

Entre 30 de julho e 03 de agosto foi realizada a conferência internacional intitulada Are AGN Special (São os AGN especiais?). A sigla AGN vem do inglês Active Galactic Nuclei, que pode ser traduzida para Núcleos Ativos de Galáxias. A conferência ocorreu na Universidade de Durham (Inglaterra) e teve como objetivo discutir a dependência da ocorrência do fenômeno AGN como uma função do ambiente onde as galáxias estão inseridas, bem como o impacto destes nas galáxias que os hospedam e sua importância para a evolução de galáxias. A conferência reuniu astrofísicos teóricos e observacionais interessados em diferentes aspectos físicos relacionados aos AGN (ver foto de...

03 de agosto de 2018

Escola de Cosmologia na Unicamp atrai estudantes

A expansão acelerada do Universo é um dos maiores problemas da cosmologia atual. A chamada Energia Escura, que é o nome genérico dado à responsável por esse fenômeno, ainda está longe de ser compreendida e vem sendo o objeto de estudo de grandes levantamentos astronômicos, como o Sloan Digital Sky Survey (SDSS), o Dark Energy Survey (DES), o Dark Energy Spectroscopic Instrument (DESI), e o Large Synoptic Survey Telescope (LSST). Para revisar esta e outras questões, o Instituto de Física Gleb Wataghin da Unicamp, através da Professora Flavia Sobreira, organizou na semana de 23 a 27 de Julho uma Escola de Inverno cobrindo diversos tópicos. As bases da...

Segunda chamada para participação no LSST Brazilian Participation Group

O Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA), seguindo recomendação da Comissão de Seleção do Brazilian Participation Group  do Large Synoptic Survey Telescope (BPG-LSST), comunica que foi aberta  a segunda chamada para participação dos interessados, desde agora, no projeto. Para detalhes sobre a chamada ver http://bpg-lsst.linea.gov.br/participe/ Para maiores informações visite o site do BPG-LSST http://bpg-lsst.linea.gov.br/ e acompanhe as atualizações da seção Q&A e Notícias.

30 de julho de 2018

O sopro das galáxias

Certas galáxias emitem uma enorme quantidade de energia a partir de seus núcleos, sendo por isso, chamados de núcleos ativos de galáxias (AGN – do inglês, Active Galactic Nuclei) cuja quantidade é comparável a emissão de todas as estrelas das galáxias que os hospedam. O cenário mais aceito para a produção da energia, é que ela é produzida em um disco de acreção no entorno de um buraco negro supermassivo com massas que podem atingir alguns bilhões de massas solares (ver Figura 1). Além da radiação produzida no disco de acreção, a produção de ventos de partículas (os outflows) nas regiões mais...

26 de julho de 2018

Encontro aborda a exploração de dados na era do LSST

Entre os dias 19 e 21 de Junho, o National Centre for Supercomputing Applications (NCSA) situado em Urbana-Champaign, EUA, promoveu um workshop sobre visualização e exploração de dados na era do LSST (ver Figura 1 com foto dos participantes). O NCSA conta com um laboratório especializado em produção de imagens para visualização de dados científicos (ver exemplo na Figura 2), que dá suporte a vários campos da ciência além da astronomia. Na era dos grandes levantamentos astronômicos, como o SDSS, DES e em breve o LSST, além de outros grandes experimentos, como o Large Hadron Collider (LHC), extrair respostas e fazer descobertas nos conjuntos gigantescos de dados, é um grande desafio. Dentre...

18 de julho de 2018

Chegadas e partidas no LIneA

Recentemente várias mudanças aconteceram no time científico e tecnológico do LIneA. No time de TI tivemos a saída dos seguintes colaboradores: Humberto Aranha, que ajudou a formar um grupo de pessoas que tem colaborado com a organização dos projetos de desenvolvimento de software, introduzindo a metodologia Agile. Oriana do Carmo, que durante o último ano conduziu os sprints dos projetos do DRI, QLF e Portal Científico, tendo um enorme impacto na cadência dos projetos, representando uma importante mudança cultural. Fábio Nogueira, que deu uma importante contribuição no desenvolvimento do LIneA Science Server disponibilizado desde de Janeiro deste ano no National Center for Supercomputing Applications (NCSA). Riccardo Campisano, que...

Levantamento DES discute efeitos cosmológicos no Universo local

Nos dias 27 a 29 de junho ocorreu a reunião de trabalho Near-Field Cosmology with the Dark Energy Survey’s DR1 and Beyond realizada na Universidade de Chicago, EUA. A reunião foi promovida pela universidade, pelo Kavli Institute for Cosmological Physics (KICP), e pelo levantamento Dark Energy Survey ( DES). O evento reuniu em torno de 60 pesquisadores interessados (ver Figura 1), como o próprio nome diz, no volume local do Universo (praticamente a Via-Láctea e seu entorno) cobrindo temas como: busca por galáxias anãs satélites da Via Láctea, correntes estelares, limites da Via Láctea, integração entre levantamentos, bem como divulgar a pesquisa que se pode fazer com a primeira...

16 de julho de 2018

Simulando observações com o espectrógrafo do projeto DESI

Uma característica dos grandes levantamentos astronômicos modernos é a complexidade dos mesmos que envolve a modernização de telescópios pré-existentes a exemplo do Dark Energy Survey ( DES) e o Dark Energy Spectroscopic Instrument ( DESI) ou a construção de novos, como para o Sloan Digital Sky Survey ( SDSS) e o Large Synoptic Survey Telescope ( LSST), desenvolvimento de complexa instrumentação e sistemas de software envolvendo especialistas e fornecedores em diferentes instituições e países. Isto apresenta um grande desafio de gestão para evitar atrasos e desperdício de recursos financeiros e humanos. Em particular, uma fase crítica é a da integração de diferentes componentes, sejam de hardware ou software. Seguindo o cronograma estabelecido...