Home

O que é o LIneA

É um laboratório interinstitucional apoiado pelo Observatório Nacional (ON), o Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC), e a Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), que foi criado com a finalidade de dar suporte à participação brasileira em levantamentos astronômicos gerando grandes volumes de dados. Para alcançar os objetivos científicos destes projetos, o LIneA gerencia toda uma infraestrutura de armazenamento, processamento, análise e distribuição de dados astronômicos e desenvolve tecnologia para lidar com os desafios de projetos envolvendo Big Data. Participam do LIneA pesquisadores e técnicos dos institutos do MCTI mencionados acima, além de professores de universidades.

Missão

  • Dar apoio logístico e financeiro para a participação de cientistas e estudantes em grandes projetos internacionais.
  • Implantar e manter um Centro de Dados Astronômico para facilitar a exploração científica dos dados provenientes destes experimentos bem como de outras fontes que possam complementar estes dados.
  • Desenvolver e manter um portal científico para a validação e mineração de dados e para conduzir de forma eficiente a análise científica deste grandes acervos.
  • Ajudar na formação de jovens pesquisadores e na sua preparação para atuar pró-ativamente em grandes colaborações internacionais.
  • Ajudar na formação de tecnologistas para lidar com projetos de Big Data.
  • Contribuir na divulgação dos resultados de pesquisa para o grande público.

Projetos Apoiados


desi_color_134x134

Dark Energy Spectroscopic Instrument

O Dark Energy Spectroscopic Instrument (DESI) é um levantamento dedicado a observações espectroscópicas de dezenas de milhões de objetos para o estudo da energia escura. As observações serão feitas durante cinco anos com o telescópio Mayall de 4m do Kitt Peak National Observatory (ver Figura 1) e devem iniciar em 2019....


DES_color_134x134

Dark Energy Survey

O levantamento Dark Energy Survey (DES) tem por objetivo estudar a natureza da energia escura, uma componente descoberta recentemente, que representa da ordem de 70% do conteúdo do Universo, sendo esta energia a suposta responsável pela aceleração de sua expansão. O projeto procura determinar a abundância da energia escura e...


lsst_color_134x134

Large Synoptic Survey Telescope

O Large Synoptic Survey telescope (LSST) é um telescópio sendo construído em Cerro Pachón no Chile. Previsto para entrar em operação no início da próxima década, o LSST irá mapear em seis bandas, quase a metade do céu por um período de 10 anos.  O telescópio com um diâmetro de 8,4 metros...


sdss3_color_134x134

Sloan Digital Sky Survey – III

O projeto Sloan Digital Sky Survey – III (SDSS-III) é uma colaboração internacional, que produziu vários levantamentos espectroscópicos de extensas regiões do céu, criando amostras estatísticas sem precedentes para estudos em diferentes áreas. As observações se encerraram em 2014, mas análises científicas ainda continuam sendo feitas.  Quatro grandes temas são...


sdss4_color_134x134

Sloan Digital Sky Survey – IV

O projeto Sloan Digital Sky Survey – IV (SDSS-IV) é continuação do trabalho feito no SDSS-III. Em particular, dois dos levantamentos (eBOSS e APOGEE-2) são extensões naturais de levantamentos realizados no SDSS-III. O projeto inclui ainda, um novo levantamento (MaNGA) de 10.000 galáxias próximas utilizando pacotes de fibra óptica que...


ton06

Transneptunian Occultation Network

Objetos transnetunianos (TNOs) constituem uma população de pequenos corpos planetários situados além da órbita de Netuno, ou seja, estão afastados do Sol mais de 30 vezes a distância que separa a Terra do Sol (cerca de 150 milhões de quilômetros). Isto faz com que tais objetos tenham sofrido poucas alterações...

Galeria

Webinars

02/06 10am BRT - Fabricio Ferrari (FURG)
Morfometryka -- A New Way of Establishing Morphological Classification of Galaxies

Notícias

16 de maio de 2016

linea_logo_100x100

MCTI/CNPq/CAPES/FAPs recomendam INCT do e-Universo

Na manhã de 12/5/2016, o CNPq divulgou o resultado do edital para criação de Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia. O LIneA, ON, RNP, LNCC, CEFET-RJ e Planetário-RJ apoiaram a proposta do “INCT do e-Universo”. Esta proposta de Instituto tem vários objetivos, entre eles: apoiar pesquisadores atuando em grandes levantamentos; fazer a mobilização e agregação de grupos de pesquisa de forma articulada e cooperativa com atuação em redes interinstitucionais; estimular o desenvolvimento de programas de pesquisa científica e tecnológica bem definidos e estruturados que permitam avanços científicos substanciais e desenvolvimento tecnológico inovador; ter forte interação com o sistema produtivo; fazer...

04 de abril de 2016

SkyServer_100x100

Distribuição de dados do levantamento SDSS no Brasil completa seis anos

Por volta de 2008, pesquisadores brasileiros começaram a participar do Sloan Digital Sky Survey (SDSS), um projeto que há mais de 15 anos mapeia o Universo e já está em sua quarta edição – o SDSS-IV. Cada edição do SDSS tem um conunto de instrumentos com diferentes capacidades ligados ao telescópio de 2,5 metros em Apache Point, no Novo México, EUA. Esses instrumentos, em sua maioria espectrógrafos, permitem o estudo de exoplanetas a quasares distantes. O sucesso deste esforço observacional se traduz na publicação de quase 7 mil artigos com a marca SDSS. Esses artigos já foram citados por outros...

31 de março de 2016

ninth-planet_100x100

Existe um nono planeta no Sistema Solar?

Em 1846 Johan Galle identificou pela primeira vez o planeta Netuno, apontando seu telescópio para uma região do céu determinada matematicamente por Urbain Le Verrier. Era onde Netuno deveria estar para explicar divergências entre as observações de Urano e a órbita do mesmo planeta calculada matematicamente a partir das leis físicas deduzidas por Isaac Newton. Esta conquista da mecânica celeste motivou outros cientistas, a partir de então, a partirem para a busca de um nono planeta. Em 1930, finalmente, foi descoberto Plutão, considerado como o nono planeta do Sistema Solar até 2006, quando o mesmo foi rebaixado a planeta anão....

01 de março de 2016

linea_logo_100x100

LIneA completa cinco anos

O desafio de poder atuar de forma decisiva no levantamento Dark Energy Survey (DES) motivou, há quase 10 anos, a formação de uma rede de pesquisa composta por pesquisadores de diversas instituições e a formação de um time de tecnologistas para dar suporte técnico ao desenvolvimento de ferramentas e procedimentos que facilitassem o manuseio de grandes volumes de dados. Estas necessidades levaram a proposta da criação de um projeto estruturante no ON conhecido como Astrosoft, encomendas a Finep, um projeto transversal do CNPq, vários projetos FAPERJ, e finalmente, a criação do Laboratório Interinstitucional de e-Astronomia (LIneA), um centro de e-Ciência...

25 de fevereiro de 2016

IMG_8155_100x100

Imagem obtida com a DECam está em exposição no Museu de Astronomia

Em comemoração ao Ano Internacional da Luz promovido pela UNESCO em 2015, o Museu de Astronomia e Ciências Afins produziu uma nova exposição chamada Visões da Luz. A luz ainda é a grande fonte de informações para estudos em astronomia. A exposição no MAST mostra diferentes aspectos do estudo da luz na astronomia e alguns instrumentos utilizados em diferentes épocas. A luz coletada na forma de imagens ou espectros pode ser realizada, modernamente, através de detectores digitais. Um exemplo destes detectores é a câmera CCD desenvolvida para as observações do levantamento Dark Energy Survey, denominada de DECam. Estes instrumentos permitem estudar a...

24 de fevereiro de 2016

Screen-Shot-2016-02-11-at-8.51.55-AM_100x100

DECam busca contrapartida óptica de evento que produziu ondas gravitacionais

Há 100 anos atrás Albert Einstein previu a existência de ondas gravitacionais, uma das consequências da sua Teoria da Relatividade Geral. A primeira observação “indireta” de ondas gravitacionais foi feita somente em 1974, por Russel Hulse e Joseph Taylor, usando o radiotelescópio de Arecibo (Porto Rico). Eles descobriram um pulsar binário cuja órbita decaía (ou seja, perdia energia orbital) de forma consistente com o previsto por Einstein para um sistema massivo emitindo ondas gravitacionais. Esta perda de energia orbital era pela conversão desta energia em radiação gravitacional. Quase quarenta anos depois de Hulse e Taylor, e cem anos após a...

23 de fevereiro de 2016

linea_logo_100x100

LIneA na rádio MEC

“Ciência no rádio – Fenômenos no ar” é o novo quadro do programa Todas as Vozes na rádio MEC AM 800kHz, fruto de uma parceria com o Observatório Nacional. O programa vai ao ar todas as quartas-feiras por volta das 9:10, horário de Brasília. Vários pesquisadores afiliados ao LIneA participaram desse programa. No dia 20 de Janeiro, o astrônomo Ricardo Ogando do LIneA falou sobre e-astronomia, a dependência da astronomia com computação (internet de alta velocidade, armazenamento de Petabytes, e processamento de alto desempenho), e sua aplicação ao Dark Energy Survey – o Levantamento da Energia Escura -, permitindo descobertas que já...

18 de dezembro de 2015

linea_logo_100x100

LIneA reúne seu time por um dia para debater resultados científicos

Como tradicionalmente ocorre ao fim de um ano, pesquisadores afiliados ao LIneA participaram de uma grande reunião virtual para discutir os resultados de suas últimas análises nos distintos projetos científicos das colaborações internacionais Sloan Digital Sky Survey IV (SDSS-IV, que possui 3 experimentos diferentes: ManGa, APOGEE e eBOSS) e o Dark Energy Survey. Como os pesquisadores estão espalhados em diferentes instituições no Brasil e exterior, foi usado um sistema de conferência via web para realizar a reunião. Os coordenadores dos grupos científicos apresentaram uma visão geral dos projetos, e os estudantes e pós-doutorandos mostraram os resultados mais específicos de suas...